terça-feira, dezembro 7, 2021
spot_img

Último quilômetro

HomeEdição 073CapaÚltimo quilômetro

Veículo-conceito mostra como será a entrega no futuro

O crescimento anual das vendas on-line no mundo, inclusive no Brasil, é de dois dígitos. Isso lança três grandes desafios para as empresas de logística: entrega com preço justo, no prazo certo e sem erro para evitar retrabalho. Pensando nisso, as empresas que desenvolvem tecnologias para melhorias da mobilidade de cargas já trabalham no desenvolvimento das futuras ferramentas. Uma delas é a ZF que, desde o último Salão de Hannover, na Alemanha, vem apresentado as suas soluções para o que chamamos de last mile (último quilômetro) que o momento que a mercadoria sai do depósito de distribuição e é transportado até o cliente final.

Este case que apresentamos aqui foi uma demonstração feita pela ZF. A empresa acredita que a Innovation Van poderá ser uma solução para as empresas de entregas realizarem o trabalho com maior eficiência e redução de custo.

A Innovation Van é um pacote completo de soluções. O veículo-conceito é um furgão de entregas (mas a tecnologia pode ser aplicada em qualquer veículo leve de carga, como furgões, chassi cabine e caminhões semileves).

O furgão da foto abaixo foi equipado com funções autônomas nível 4 (alto padrão, mas ainda com o posto do motorista) e sistema de eletromobilidade.

O veículo dirige sozinho em ambientes urbanos, permanece na faixa mesmo em ruas e estradas sem as devidas marcações. Ele reconhece semáforos e placas de trânsito e pode contornar obstáculos, como outro veículo parado em fila dupla. Ele também é capaz de reagir a situações inesperadas de perigo, como a aproximidade de pedestre, etc.

O computador central ZF ProAI, a partir de informações recebidas dos sensores (radares e câmeras) e de comandos recebidos do entregador, controla sistemas mecatrônicos inteligentes, como a direção elétrica, o motor elétrico e o controle integrado dos freios IBC.

O entregador pode comandar o furgão por um tablet e fica conectado ao veículo e ao sistema de nuvem por meio de um óculo de realidade mista (virtual e aumentada). No caso de duas ou mais entregas em endereços próximos, o funcionário pode decidir fazer o pequeno trajeto à pé. Neste caso, o veículo segue o entregador como se fosse uma coleira virtual.

Em uma outra situação, por exemplo, o entregador pode descer para fazer a entrega e, caso não exista uma vaga de estacionamento, o veículo irá procurar uma vaga próxima e avisa ao entregar por meio do óculos o local no qual estacionou. Só com a economia do tempo que o funcionário gasta para estacionar o veículo em cada entrega, cálcula-se que poderá haver uma grande redução no tempo por entrega, aumentando o número de operações por dia.

O futuro aponta para furgões elétricos e conectados para aumentar a eficiência nas entregas urbanas

Além de veículo e entregador estarem conectados, ambos estão ligados ao sistema de nuvem da empresa de logística pelo qual recebem atualizações de dados sobre as encomendas que estão dentro do furgão. Assim, no caso de imprevisto, o cliente de uma encomenda pode solicitar que a entrega seja feita no vizinho ou uma hora depois do inicialmente previsto. Hoje, na Alemanha, 35% das entregas não são feitas na primeira tentativa por não ter ninguém na casa para receber a mercadoria.

Graças a todas essas tecnologias, futuramente as mercadoras poderão ser entregues em caixas recebedoras especiais ou no porta-malas de veículos estacionados em locais que o entregador tenha acesso por um código especial.

O sistema em nuvens também é utilizado pela Innovation Van para encontrar o trajeto mais eficiente para cada encomenda conforme condições de trânsito, consumo energético e até a validade de produtos perecíveis. Utilizando a Inteligência Artificial, a sequência de entregas é feita levando em conta todas essas informações, atualizando a roteirização em tempo real conforme novas informações vão chegando.

RELATED ARTICLES

Chassi cabine ou furgão?

Desafios além da venda on-line

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

REVISTA TRANSPODATA

spot_img

Mais lidas

spot_img