terça-feira, dezembro 7, 2021
spot_img

Porto de Santos amplia para 27,5% participação na corrente de comércio

HomeConexão BrasilAquaviárioPorto de Santos amplia para 27,5% participação na corrente de comércio

O Porto de Santos registrou, em julho último, o maior movimento acumulado de cargas nos 7 primeiros meses do ano. Com 66,2 milhões t, atingiu um crescimento de 5,2%...

O Porto de Santos registrou, em julho último, o maior movimento acumulado de cargas nos 7 primeiros meses do ano. Com 66,2 milhões t, atingiu um crescimento de 5,2% em relação ao mesmo período do ano passado (62,9 milhões t) e suplantou o recorde anterior para esse período registrado em 2013 (64,2 milhões t).

A exemplo do desempenho verificado no primeiro semestre, o acumulado até julho traz como destaque as cargas de exportação, que atingiram 47,0 milhões t, 7,4% acima do apontado em 2014 (43,8 milhões t). As importações (19,2 milhões t) se mantiveram no mesmo patamar do ano anterior (19,1 milhões t), com ligeiro crescimento de 0,4%.

“Os sucessivos recordes de movimentação de cargas em Santos, e em outros portos pelo Brasil, refletem o vigor do sistema portuário brasileiro, por onde passam 95% das importações e exportações brasileiras. O resultado reforça a minha confiança de que nossos portos são vetor do desenvolvimento e podem dar a resposta positiva que a economia brasileira precisa para voltar a crescer, gerando novos empregos, melhorando a renda dos trabalhadores e contribuindo para aumentar a arrecadação de municípios, estado e união”, afirma o ministro chefe da Secretaria dos Portos, Edinho Araújo.

No fluxo de exportação sobressaíram-se: o milho, com 2,2 milhões t, ficando 61,9% acima do apurado em 2014 (1,4 milhão t); o complexo soja, com 15,3 milhões t, 4,4% acima do ano passado (14,7 milhões t); café em grãos, com 909,8 mil t, 18,3% a mais do que no mesmo período de 2014 (769,0 mil t); óleo combustível, com 1,4 milhão t, 17,6% acima do ano passado (1,2 milhão t); e suco cítrico, com 1,1 milhão t, 13,1% acima do ano anterior (995,4 mil t).

As cargas de importação que se destacaram foram o minério de ferro, com 345,0 mil t, 20,0% acima do ano passado (287,5 mil t); e o sal, com 625,8 mil t, 12,8% acima do mesmo período do ano anterior (554,9 mil t). As maiores quedas nesse fluxo foram registradas na movimentação de adubo, com 1,1 milhão t, 29,9% abaixo do ano passado (1,6 milhão t); e trigo, com 431,3 mil t, 52,6% abaixo do último exercício (910,5 mil t).

A movimentação de contêineres cresceu 7,2%, saindo de 2,0 milhões teu para 2,2 milhões teu. Em toneladas o aumento foi de 12,8%, aumentando de 21,0 milhões t, em 2014, para 23,7 milhões t, em 2015.

O fluxo de navios subiu 1,3%, totalizando 3.022 embarcações.

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

REVISTA TRANSPODATA

spot_img

Mais lidas

spot_img