sábado, outubro 16, 2021
spot_img

Marcopolo Rail inicia testes para homologação do Prosper VLT

HomeTranspo TechMarcopolo Rail inicia testes para homologação do Prosper VLT

Fotos Julio Soares

Testes ocorrerão a partir desta quinta (9) nos trilhos da Maria Fumaça – Trem do Vinho, entre as cidades Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, na Serra Gaúcha

A Marcopolo Rail, divisão de negócios da Marcopolo destinada à fabricação de produtos metroferroviários, com o apoio da Giordani Turismo, inicia a operação dos testes de comissionamento do Prosper VLT. Os testes serão realizados no mesmo trajeto onde ocorre o tradicional passeio da Maria Fumaça, em Bento Gonçalves.

A partir desta quinta (9), até meados de outubro, a empresa fabricante será a responsável pelos testes do veículo que serão realizados das 22h às 6h, no trecho entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, percurso do tradicional passeio da Maria Fumaça – Trem do Vinho, da Serra Gaúcha. “Os testes fazem parte das últimas etapas de homologação do VLT e visam assegurar que os sistemas e componentes estejam projetados, instalados, testados e mantidos de acordo com as necessidades e os requisitos operacionais”, comenta Petras Amaral, business head da Marcopolo Rail.

As viagens de Maria Fumaça – Trem do Vinho, um dos passeios mais procurados por turistas que visitam o Rio Grande do Sul, seguirão normalmente, pela manhã e tarde, durante o período de testes. O Prosper VLT será utilizado pela Giordani Turismo em um novo roteiro turístico na região Sul do Brasil, ainda sem data prevista para operação.

O Prosper VLT, lançado em dezembro de 2020, é um veículo leve sobre trilhos de embarque em nível, versátil e desenvolvido para atender os mais diversos projetos de transporte ferroviário de passageiros. Foi desenvolvido com foco em baixos custos de implementação ou recuperação de sistemas existentes e baixos custos de operação, aliados a design moderno e conforto. “Com o Prosper VLT, preenchemos uma lacuna no mercado brasileiro por meio da fabricação de um veículo 100% nacional nesta categoria e, portanto, bastante competitivo no Brasil e na América Latina”, acrescenta o executivo.

As propulsões podem ser a diesel com baixo nível de emissões, bimodal (sistemas diesel e elétrico operando alternadamente), híbrida (com baterias ou capacitores) ou elétrica. O veículo pode ser constituído por composições de até quatro carros de 18 metros de comprimento, nas versões urbanas, turismo e intercidades. É bidirecional e pode ser produzido para circular em bitola métrica, standard ou larga. A composição de quatro carros tem capacidade para 760 passageiros na versão urbana e 280 na intercidades.

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

REVISTA TRANSPODATA

spot_img

Mais lidas

spot_img