quarta-feira, dezembro 1, 2021
spot_img

Boas notícias

O mundo ajoelha-se ao vírus que trouxe muitas mudanças num curto espaço de tempo, atingindo quase todos os setores econômicos no Brasil e no mundo. Os impactos são brutais, a começar pelo setor de serviços, seguido da indústria e, por fim, a agricultura, uma vez que a comida é a última coisa a ser cortada por quem perde o emprego e a renda.

Neste momento de incerteza, é o agronegócio que, mais uma vez,  nos brinda com boas notícias. A CONAB traz uma expectativa de produção de 252 milhões de toneladas de grãos, crescimento de 4% em comparação à safra passada, um incremento de quase 10 milhões de toneladas. A soja, que atingiu recorde histórico de embarque num único mês, com um total de 13,3 milhões de toneladas, deverá, também, bater recorde de produção. A primeira safra de milho deve produzir 25,6 milhões de toneladas. Isto demonstra que o agrobussines é um dos setores menos atingidos.

Outra boa notícia vem do canal supermercadista, que, de certa forma, teve benefícios na crise: as vendas em supermercados cresceram 20% nas primeiras semanas de restrições de circulação, uma vez que houve uma mudança brutal de vendas de alimentos, indo dos restaurantes, fast-food e outros estabelecimentos, para este canal de distribuição.

Impacto positivo também é o ganho de imagem do agronegócio brasileiro no cenário internacional, graças a boas políticas em ação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, que está fazendo um ótimo trabalho em abrir mercados e aumentar a competitividade do Brasil.

A tecnologia é um outro bom exemplo em meio à crise. Aplicativos que conectam embarcadores, transportadores e caminhoneiros por demanda de transporte de cargas, registram crescimento significativos. Muitos marketplaces de peças e itens de reposição com serviços de entregas crescem suas vendas.

Enfim, teremos sim um retrocesso no que vinha sendo feito em vários setores no Brasil, e muitas empresas devem quebrar. Mas, ao olhar para o agrobusiness, que tem  em meio a crise suas atividades transcorrendo normalmente e até crescendo, podemos afirmar que existe luz no fim do túnel: estamos dentro de uma enorme fábrica de alimentos, enquanto o mundo tem diversos casos de desabastecimento. Isso pode ser um benefício ao Brasil que terá, mais uma vez, safra recorde e pode colher bons frutos com isso.

A crise do coronavírus nos trará um mundo diferente, novas oportunidades e um novo aprendizado. É preciso, agora mais do que nunca, colocar em prática nossa capacidade criativa, e exterminar, definitivamente, informações falsas, alarmistas, desencontradas, que só prejudicam nosso potencial de se reinventar.

Rinaldo Machado

Publisher

Próxima notícia: CORRENTE DO BEM

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

REVISTA TRANSPODATA

spot_img

Mais lidas

spot_img