quarta-feira, dezembro 1, 2021
spot_img

125 anos de ônibus motorizado

Do primeiro ônibus de serviço regular de Carl Benz de 1895 ao articulado eCitaro totalmente elétrico de 2020, a Mercedes-Benz tem sido a principal força motriz do segmento

Em 1895, na Alemanha, o primeiro ônibus motorizado do mundo conectou a cidade de Siegen com as localidades de Netphen e Deuz, numa distância de aproximadamente 15 quilômetros. No dia 18 de março daquele ano, o ônibus produzido por Carl Benz cobriu essa rota pela primeira vez. Com seu motor a gasolina de 5 hp e cilindro único, concluiu sua viagem em uma hora e 20 minutos. Oito passageiros estavam a bordo e no ponto mais íngreme todos tiveram que sair e empurrar

Autobahn e os ônibus de alta velocidade

Em 1928, a Daimler-Benz colocou seu primeiro ônibus de produção em série numa viagem promocional – o N 56 de três eixos. Nos anos 1930, as novas estradas “Autobahn” da Alemanha possibilitaram o prenúncio do ônibus de alta velocidade para rotas de longa distância e para o turismo. O conforto era a chave, com a introdução de bancos cômodos e reclináveis, juntamente com sistemas de aquecimento e ventilação. Um motor diesel de 95 hp equipava o LoP 3100, ônibus rodoviário de médio porte e 22 poltronas que atingia velocidades até 115 km/h. Ainda nos anos 1930, os primeiros ônibus de dois andares chegaram às cidades. Eram construídos sobre o robusto chassi O 10.000 de três eixos da Mercedes-Benz.

Reinício em 1949 e evolução dos ônibus modernos

Como primeiro novo design desde a Segunda Guerra Mundial, o compacto ônibus “bicudo” da Mercedes-Benz, modelo O 3250, foi lançado em maio de 1949. Ao final do ano, ele entrou em produção em série como O 3500, já seguido pelo bicudo O 6600 de grande porte em 1950.

Em 1951, a Mercedes-Benz apresentou o modelo O 6600 H: o futuro havia chegado sob a forma de motor traseiro. Com esse passo, o ônibus já tinha então seu próprio chassi, diferente dos caminhões.

Campeões de venda em suas épocas

O passo decisivo seguinte veio em 1954, quando o Mercedes-Benz O 321 H apresentou uma grade peculiar no estilo do lendário automóvel esportivo 300 SL. Este ônibus foi o mais popular de seus dias, com mais de 30.000 unidades vendidas. Ele era produzido na fábrica de Mannheim, que pouco antes tinha assumido a responsabilidade de ser a única fábrica de ônibus do Grupo.

Em 1956, o modelo O 319 entrou em produção em série usando como base a van L 319, para tornar-se o precursor dos micro-ônibus de hoje. O motor de 4 cilindros era instalado na parte dianteira, economizando espaço interno. O veículo oferecia entre 10 e 18 assentos e esteve disponível como ônibus de serviço regular e como ônibus rodoviário com janelas que iam até a borda do teto.

Anos 1990: alta tecnologia e uma nova empresa

O Mercedes-Benz O 404, lançado em 1991, veio suceder o ônibus O 303. Juntamente com um avançado sistema de aquecimento e ventilação, trouxe itens como suspensão independente no eixo dianteiro e freios a disco em todas as rodas.

O portfólio de ônibus rodoviários foi coroado em 1992 com o O 340, precursor da família Tourismo de hoje, que foi disponibilizado como ônibus high-deck com comprimento de 12 metros. Dois anos depois, foi lançado o O 350 Tourismo, também high-deck, com design de linhas dinâmicas e que logo atingiu o topo de vendas.

O novo Citaro teve sua estreia nos palcos mundiais em 2011

O novo Citaro estreou no palco mundial em 2011. Além de seu design atraente, a visão lateral ficou especialmente chamativa. Esse ônibus urbano apresentou pela primeira vez o programa eletrônico de estabilidade ESP®, bem como o sistema de segurança passiva “Front Collision Guard”. Um grande número de medidas serviu para reduzir o consumo de combustível e, portanto, também de emissões. Apenas um ano depois, ele se tornou o primeiro ônibus urbano de produção em série a atender à norma Euro 6. Posteriormente, a Mercedes-Benz também acrescentou o ônibus de alta capacidade CapaCity ao portfólio, bem como o ainda mais espetacular CapaCity L de 21 metros para sistemas BRT.

RELATED ARTICLES

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

spot_img

REVISTA TRANSPODATA

spot_img

Mais lidas

spot_img